quarta-feira, 29 de abril de 2015

A mente Quântica - Ondas de Pensamento



A  mente Quântica e as Ondas de Pensamento.
 - Partículas de desejo -  

Eis a grande dificuldade, que é algo que vamos examinar em profundidade no Pilar Mental: muitas das ondas que emitimos (que estão atualmente criando o nosso universo holográfico neste momento são inconscientes!

 Elas se originam das profundezas da nossa mente inconsciente como questões emocionais não resolvidas. Mas não se desespere, vou lhe mostrar como trazer à luz esses pensamentos inconscientes para que você possa mandá-los surfar em ondas de oferta positivas!

Posso passar 15 minutos com você e dizer o que você vem fazendo nos últimos cinco anos — o que você anda pensando e sentindo, bem como em função do que você vem agindo.

Posso observar o seu corpo, posso analisar a sua conta bancária, posso examinar a sua casa, o seu carro, os seus relacionamentos, a sua alegria ou a falta dela e ver o que você tem oferecido porque os seus resultados nada mais são do que um mecanismo de bio feedback, um espelho de quem você é.

Pense em um espelho por um momento: o espelho não julga, não diz que uma coisa é boa ou má, não faz modificações nem apaga; o espelho apenas reflete o que lhe é apresentado. Você entende a metáfora?

O seu espelho universal é estimulante porque, quando você obtém o que queria, sabe que está fazendo tudo certo. Quando os seus resultados não são satisfatórios, trata-se apenas do universo refletindo o que você emitiu, e você tem então a oportunidade de aprender, amar e crescer.

Ficar zangado ou aborrecido com os resultados é contraproducente, porque eles são apenas o modo de o universo dizer: Ei! Este é o seu décimo terceiro casamento; você vai acordar?” ou: “Ei, você está duro novamente; você vai adotar um método melhor?

Você quer saber se eu já fiquei zangado quando obtive resultados não muito agradáveis? Pode apostar que sim, O menino que cresceu querendo tudo maior, mais rápido e mais longe também queria tudo para ontem e feito do jeito que ele queria, senão não interessava.

Mas a humildade é uma força poderosa que encontra cada um de nós da maneira que mais despertará a nossa atenção, seja ela o fracasso financeiro, um divórcio, um acidente de motocicleta ou tudo ao mesmo tempo! A humildade nos conduz de volta ao coração.

segunda-feira, 27 de abril de 2015

A criança com Ascendente em Áries.

A criança  com o ascendente  em Áries.

A pessoa com essa ascendência se revela ao mundo com vigor desse planeta enérgico, agressivo, marcial, determinado, mas também revela uma faceta romântica, heroica que contradiz o lado belicoso de sua personalidade.

O Ascendente ou a casa 1 está relacionada com:
- a autoimagem, individualidade, identidade, imagem da personalidade no ambiente, como as pessoas nos percebem:

- aparência, temperamento, disposição, inclinação, individualidade, auto expressão, como somos vistos, como queremos ser vistos, embalagem pessoal;
forma/condição física, linguagem corporal, aparência, aparece quando nós aparecemos e suas qualidades refletem tanto quem somos quanto como conhecemos a vida.

Marte regente de Áries é o planeta da ação. Ele indica atividade, ambição, determinação e antagonismo. É ao mesmo tempo, energia sexual e altamente criadora.

Indica nosso instinto de sobrevivência, de proteção ao grupo, a comunidade, a família e nossa reação diante do ataque e da luta;
impaciência e frustração, impulsividade, espírito inteligente e temperamento competitivo -  mas sem a energia e a força de Marte novos terrenos nunca seriam conquistados.

Tem um magnetismo à prova de fogo...
Áries é o signo onde Marte tem seu domicílio e Vênus seu exílio, onde o Sol está exaltado e Saturno em queda. Marte ou Ares, deus da guerra entre os romanos e gregos, tem seu domínio neste signo de conquista, envolvimento e ação.

Áries é um signo de fogo, denotando grande entusiasmo, energia, vivacidade e vitalidade. É também um signo cardinal, revelando sensibilidade e franqueza.
Marte deseja ir para frente sem pensar nos possíveis riscos. É o planeta da impulsividade e do impulso.

domingo, 26 de abril de 2015

Telepatia e a Pineal - Sexto Chakra



Telepatia e a  Pineal - Sexto Chakra

Rosa Henrique
Resumo

“A glândula pineal é o órgão de transmissão do pensamento, tal como o olho é o órgão da visão. A glândula pineal, na maior parte das pessoas, é rudimentar, mas está evoluindo e não retrograda, e é possível apressar a sua evolução de forma que ela possa exercer sua função própria, a função que, no futuro, ela dará a todos.

 Se alguém pensa detidamente numa só idéia, com atenção concentrada e contínua, irá se tornar consciente de um ligeiro tremor, ou sensação de formigamento na glândula pineal. O tremor é produzido no éter que satura a glândula e gera leve corrente magnética que ocasiona a sensação de tremor nas moléculas densas da glândula.

 Se o pensamento for bastante Forte para causar a corrente, então o pensador sabe que teve sucesso ao levar seu pensamento a uma agudeza e a uma força que o tornam capaz de ser transmitido.

A vibração do éter na glândula pineal produz ondas no éter circundante, como ondas de luz, apenas menores e mais rápidas. Essas vibrações se difundem em todas as direções, movimentando o éter, e essas ondas etéricas, por sua vez, produzem vibrações no éter da glândula pineal de outro cérebro, e dali são transmitidas para os corpos astral e mental, em sucessão regular, chegando dessa forma à consciência.

“ Se a segunda glândula pineal não pode reproduzir as ondulações, então o pensamento passará despercebido, sem fizer impressão, tal como as ondas de luz não impressionam os olhos de um cego.” 2

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Esoterico - O Chakra da Alma e a Constituição Humana





A Constituição Humana


Mundos e Planos  governados

 
Mundo ou Plano
Governa
É governado
Mônada ou Espírito
Átmico
Pelo divino
Búdico/Alma
A mente Superior
Pelo Átmico
Mente inferior
Astral
Búdico
astral
Físico
Mente Inferior
Físico
Os reinos
Pelos astral









Ainda que as fórmulas curativas de Bailey sejam escritas de maneira concisa, elas incluem símbolos que integram e sintetizam uma enorme quantidade de informações filosóficas. Para que as nossas interpretações desses símbolos possam ser compreendidas, precisamos rever rapidamente os seguintes princípios básicos da teosofia: os sete planos, a constituição humana e as iniciações.

Segundo a teosofia, o sistema solar é sétuplo em sua constituição. Embora apenas o mundo físico possa ser percebido com os sentidos humanos comuns, afirma-se que existem também seis mundos superiores de matéria progressivamente mais sutil que interpenetram o mundo físico.

 Esses mundos são chamados de planos e os seus nomes são comumente relacionados da seguinte maneira: adi, monádico, átmico, búdico, mental, emocional e físico. O adi é o primeiro plano — e o mais elevado — e o físico é o sétimo plano e o mais baixo.

Conforme mostra a figura 1, cada plano tem sete subplanos. O plano físico, por exemplo, compreende os seguintes subplanos:
primeiro éter, segundo éter, terceiro éter, quarto éter, gasoso, líquido e sólido.

Os três planos inferiores — gasoso, líquido e sólido — abrangem o mundo denso da matéria e podem ser percebidos pelos sentidos humanos comuns. Os quatro planos mais elevados representam a região etérica. Apesar de não poderem ser percebidos pelos sentidos comuns, esses quatro éteres são considerados parte do reino físico.

Diz-se que um ser humano tem um “veículo de consciência” ou um “corpo” em todos os planos. Esses corpos são organizados em quatro grandes grupos: mônada, tríade espiritual, alma e personalidade. A figura 1 mostra os relacionamentos entre esses agrupamentos e os sete planos.

Figura 1...

 Em seguida discutiremos cada agrupamento separadamente.
O verdadeiro eu de um ser humano é a mônada, às vezes chamada de espírito. Trata-se de uma unidade de consciência, uma centelha do Fogo Supremo, a fonte mais profunda de existência e o manancial da vida humana.

quinta-feira, 23 de abril de 2015

ATIVIDADE NOS JOELHOS, O CENTRO DE POSICIONAMENTO






Gostei muito deste texto, os joelhos  estão relacionados com o nosso equilibrio, com o contato com a realidade, "manter-se de pé apesar de tudo, sem ajoelhar, sem curvar". Dharmadhannya  
 ATIVIDADE NOS JOELHOS, O CENTRO DE POSICIONAMENTO
Mestre Hilarion
Os joelhos são o centro nelvrágicos da flexibilidade  humana.
 Neles reside a tomada da terra e o avanço energético pessoal de cada um, doem 
mais ou menos à medida que se avança pelo seu contrato de vida ou se afasta 
de sua missão espiritual. 
Estes dias em especial são a válvula de reajuste das diferentes realidades. 
Ao abrir o canal prânico de seu corpo os joelhos irão aceitar a transformação de 
sua realidade diária

E reajustar somente seus caminhos pessoais, mas sim os trânsitos para que 
possam acessar o seu autêntico propósito de vida e realidade física.

Muitos de vocês levam anos muito desenraizados. 
E isso faz com que estejam recebendo sobrecarga no chakra dos joelhos ao não 
poder trabalhar ao nível de união com Gaia, toda a energia fica entre os joelhos 
e o peito do pé, isso faz as dores serem mais intensas. 

quarta-feira, 22 de abril de 2015

"Quinto Visudha. - Chakra. Parte 2




"Quinto Chakra.
CENTRO LARÍNGEO – VISUDDHA"
Patrick Paul 
 Postado por DharmadhannyaEL

O Centro laríngeo dirige o plano mental, que deve ser entendido como o intermediário entre o mundo exterior concreto e o mundo interior abstrato.

 Comanda a noção de território e a consciência de espaço, tanto o corporal como o interior está ligado às glândulas tireóides e paratireóides.

O Laríngeo, enquanto quintessência, tem a função de sintetizar os poderes situados abaixo dele. Desse modo, os quatro centros inferiores exercem uma ação sobre ele e o inverso também é verdadeiro. Advêm daí a importância do poder do pensamento, da palavra e o imperativo de se estabelecer a função entre os pensamentos, as palavras e as ações exteriores.

É um centro particularmente importante, pois através da palavra, da evocação, pode-se, de certa maneira, abrir os centros inferiores. Há ações sutis muito reais nos ensinamentos, através da palavra. A atividade do Laríngeo está ligada à lógica, ao ensinamento, à palavra e à escrita e consequentemente à compreensão do Universo.

O quinto centro, contando de baixo para cima, é o Laríngeo. Seu nome sânscrito é Visuddha e sua etimologia significa purificado. Na Tradição chinesa corresponde ao “mundo do homem angélico”.

Ele está ligado às vértebras cervicais e aos gânglios cervicais superiores, médios e também aos inferiores, que são denominados estelares. Este centro está ligado ao éter mental e ao mundo das formas-pensamento. Seu planeta é Mercúrio e seu elemento é a quintessência de tudo que pertence ao plano das experiências materiais, do mundo manifestado.

  
O sono, para uma pessoa com ênfase no Laríngeo, é de quatro a cinco horas por noite, deitada alternadamente sobre os dois lados.

Chakra – Quinto –Visudha – Garganta. .Parte 1


                                                  

                              Chakra – Quinto –Visudha – Garganta.


A voz é uma das expressões mais fortes da Personalidade. O tom da sua voz vibra magneticamente com o fogo da vida do seu coração. Se você não tem uma voz harmoniosa, você pode afastar as pessoas do seu convívio. Cuidar da voz é uma responsabilidade e um compromisso com a saúde e com a felicidade. Uma voz sem harmonia nos apresenta ao mundo negativamente. As crianças precisam aprender o canto que embeleza a voz.

Quando voce compreende que as emoções bloqueiam o chakra da Garganta, você busca a meditação como caminho do alinhamento da Alma. A hamonia do quinto chakra nos ilumina para  ouvir e falar com sabedoria da compreensão e do amor.

Os cantores iluminados possuem o dom de atrair magneticamente o coração das massas e unir a multidão no centro da apresentação.


Quando compreendemos o Quinto chakra somos abençoados em nossa comunicação com o mundo. A sabedoria do coração e da mente superior usam o quinto chakra como ponte para sua expressão.

Quando nossas palavras são ouvidas pelo mundo estamos em dharma.
os mantrans, a meditação e o canto filtram e purificam nosso Quinto chakra.


DharmadhannyaEL

"A GRANDE PURIFICAÇÃO".
Charles Breaux.
Postado por dharmadhannyaEL

Talvez o segredo da verdadeira comunicação repouse na habilidade de ouvir — tanto a nós mesmos quanto aos outros.

domingo, 19 de abril de 2015

A nossa Sombra?!





A nossa Sombra?!

Tal projeção da sombra acontece, não só por indivíduos, mas  por grupos, seitas, religiões e países inteiros, e geralmente ocorre durante as guerras e outros conflitos religiosos em que o estranho, inimigo ou adversário é feito um bode expiatório, desumanizado, e demonizado.

  Sanford.A.J.

THE SUN:
Jung disse certa vez; "Prefiro ser íntegro a ser bom." Essa afirmação certamente confunde ou perturba muita gente. Por que a maioria das pessoas não consegue reconhecer a relação que existe entre a maldade e o excesso de "bondade"?

SANFORD;
Na verdade, é esse o problema do ego e da sombra, um problema que fica bem claro na tradição cristã. Na Bíblia, as diferenças entre o bem e o mal estão traçadas com muita nitidez: existe Deus, que é bom, e existe o Diabo, que é mau.

 Deus quer que o ser humano seja bom e Deus castiga o mal. De acordo com o Novo Testamento, se uma pessoa se entrega ao mal e prática más ações, sua alma se corrompe e é destruída; ou seja, instala-se um processo psicológico negativo. Assim, diante do cristão está sempre o objetivo ou o modelo de "ser bom", e isso é algo que tem valor.

No entanto, a tradição crista original reconhecia que o homem traz, dentro de si, o seu oposto. São Paulo disse; "Não faço o bem que quero, mas o mal que não quero" (Romanos 7;19).

Estas são palavras de um profundo psicólogo; ele sabia que tinha uma sombra e acreditava que só Deus poderia salvá-lo dessa condição. Porém, o fato de conhecer sua condição mantinha a sua integridade.

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Kundalini chakras e a coluna vertebral





 "O Kundalini e a Coluna Vertebral - Introdução"

http://www.ceomt.dk.nom.br/Fogos29.htm


                            (Páginas 133 e 134 do Tratado sobre Fuego Cósmico)
Como a manipulação de kundalini em suas três modalidades é de alta periculosidade para aqueles não preparados e não possuidores do devido conhecimento, nossa passagem sobre esse assunto será breve.

Inicialmente devemos ressaltar que se trata da coluna vertebral etérica e não da estrutura óssea, comumente conhecida como espinha dorsal ou coluna vertebral.
Também lembramos que, quando se fala de coluna vertebral etérica, temos de separar a estrutura etérica que envolve e interpenetra a estrutura óssea e os três nadis, sushuma, ida e pingala, que serpenteiam pela coluna etérica.

Esses três canais principais passam pelo centro das vértebras e são na realidade condutores.
A contraparte etérica da estrutura óssea atua nessa e seu conhecimento é de grande utilidade na solução de problemas da coluna vertebral física, tão em voga atualmente. Todavia o nosso estudo não versará sobre esse assunto, mas sobre os canais pelos quais circula o fogo tríplice da matéria. 
É óbvio que o fogo, ao subir pelos canais, em virtude do campo de força que desenvolve em torno, atua na contraparte etérica e pode ser utilizado para resolver problemas da coluna física, mas para tal é necessário saber  manipular esse campo de força, mas, como já disse, isso não é assunto para o momento.

Por conseguinte trataremos estritamente de:
a - o canal etérico,
b - o fogo tríplice que sobe por ele,
c - a fusão ou conjunção deste fogo tríplice no ponto situado entre as omoplatas,
d - a subida conjunta para a cabeça,
e - sua fusão oportuna com o fogo de manas, que eletrifica os três centros localizados na cabeça.

Com referência ao fogo de manas, lembramos que ele também é tríplice e é ativado pelo fogo solar da Alma, como também é estimulado pelo contato com o fogo da matéria, quando isso se dá em seu devido momento, dependendo unicamente do esforço e empenho de cada um em acelerar seu processo evolutivo. 

quarta-feira, 15 de abril de 2015

A Lei da Atração - Parte 2.




A Lei da Atração - Parte 2.

COMO E QUANDO FUNCIONA E PORQUE NÃO FUNCIONA

Uma mensagem de Metatron canalizada por Tyberonn 

PROGRAMAÇÃO INCONSCIENTE

Você cria sua própria realidade a partir do que escolhe acreditar a respeito de si mesmo e do mundo à sua volta. Ponto final. Se não escolher deliberada e conscientemente suas próprias crenças, você será programado inconscientemente.

 Sem perceber, absorverá as programações da sua cultura, educação escolar e ambiente de terceira dimensão. Se for responsável por suas ações, como poderá NÃO questionar suas crenças? O modo como você define a si mesmo e o mundo ao seu redor forma sua crença que, por sua vez, forma sua realidade. Somente quando compreender plenamente que suas crenças formam sua realidade é que você deixará de ser prisioneiro dos eventos que vivencia.

Você simplesmente precisa aprender os mecanismos e métodos. Somente quando acreditar e programar sua crença para anular e substituir as crenças errôneas anteriores, é que o campo integral da função de três passos (admitir, mudar, agir) se completará. Neste processo, os pensamentos devem se harmonizar com as crenças e serem seguidos pela AÇÃO!

Então vamos dedicar o restante deste artigo à criação consciente, tendo em mente que você está adiantado no caminho de crescimento a fim de criar conscientemente.

VOCÊ NÃO ESTÁ À MERCÊ DAS CIRCUNSTÂNCIAS

Você não está à mercê das suas circunstâncias, mas, curiosamente, essa crença é o motivo de você pensar erroneamente que está. Se acreditar que as circunstâncias o mantêm preso, então elas o mantêm e manterão até que você mude essa crença básica.

Você é um criador aprendendo a co-criar. Você está aqui para aprender que pode criar e realmente cria. Uma das razões fundamentais para se estar na Terra de dualidade é aprender como criar com responsabilidade e conscientemente. O mestre desse princípio geralmente é o Dr. Causa e Efeito, e este médico faz atendimentos domiciliares.

Você planta o que colhe e, por mais desconfortável que seja, a colheita indesejada é o próprio meio que você tem para refletir sobre o que o levou a isso. Para escapar das circunstâncias que são causados por sua psicologia, é necessário esforço disciplinado consciente, de modo que a mudança ocorra.

A chave, mais uma vez, é a sua crença. Pouca diferença faz se você acredita que sua vida atual é causada por incidentes da sua tenra infância ou por vidas passadas sobre as quais você sente igualmente que não tem nenhum controle. Seus eventos, suas vidas, suas experiências são causados por suas crenças presentes. Mude as crenças atuais e sua vida mudará, não apenas no presente, mas no passado e no futuro também. Este é o poder criativo da crença.

terça-feira, 14 de abril de 2015

"A Lei DA ATRAÇÃO –" Parte 1





 "A Lei  DA ATRAÇÃO –" Parte 1

COMO E QUANDO FUNCIONA E PORQUE NÃO FUNCIONA
Uma mensagem de Metatron canalizada por Tyberonn

você cria sua realidade e não existe nenhuma outra regra. Você está aqui, na Universidade da Dualidade, para aprender a criar de forma responsável.

Existem muitos textos falando sobre a questão de como o ser humano cria as realidades da sua perspectiva. Nós lhe oferecemos esta advertência: não é o pensamento em si que é criativo, mas sim a CRENÇA… a crença expressada em pensamento na mente clara.

Então, para esclarecer a sintaxe, dizemos que na Lei da Atração é sábio substituir a palavra Pensar por Acreditar, porque, embora o pensamento positivo possa estimular nova crença, enquanto você não acredita no que pensa, você não esta gerando uma nova realidade. Crença gera realidade. Isto é lógico.

Portanto, entenda que, para além da sintaxe, pensamentos positivos só podem se manifestar se estiverem em sincronia com as suas crenças. Por exemplo, se no seu âmago, você ACREDITA que não merece abundância, ou se no âmago da sua mente, você acredita que o acúmulo de abundância é materialista e, portanto, errado, você não manifestará abundância apenas pensando sobre ela. Se acreditar que o dinheiro é a raiz de todo o mal, a LEI da Atração não funcionará para você, até que mude essa crença básica.

Se você acreditar que é pobre e que sempre terá que lutar para sobreviver, sua própria crença criará essa experiência. Não importa se você tem dois ou três empregos; sua crença básica será gerada, projetada na dimensionalidade e certamente se manifestará. Você terá que se lutar economicamente.

Se acreditar que não é “muito esperto”, seu cérebro assumirá essa crença e você será limitado. Se acreditar que não é atraente, você projetará essa imagem a todos ao seu redor telepaticamente.

Você projeta constantemente suas crenças e se encontrará frente à frente com suas manifestações quando olhar para o mundo à sua volta. Elas formam uma imagem espelhada das suas crenças realizadas. Você não pode escapar das suas crenças. Entretanto, elas são o método através do qual você cria sua experiência.

domingo, 12 de abril de 2015

A chave da Terceira visão.- Concentração




   A chave da Terceira visão - Concentração

Postado por Dharmadhannya
Uma cena do especial de televisão intitulado Merlin expressou muito bem este conceito – Reconheço que me tornarei aquilo em que colocar a minha atenção.

Naquela versão da história de Merlin, a Rainha Mab é a arquiteta do mal. Sua única meta é controlar o Rei Arthur e Merlin. Ela planeja o nascimento de Modred e o cria desde pequeno para ser o inimigo de Arthur. Mas quando os dois, Modred e Arthur, morrem nas mãos um do outro, seu plano fracassa.

Numa das cenas finais, a Rainha Mab e Merlin se enfrentam. Merlin procura lutar contra os poderes mágicos da Rainha Mab, mas isso não é fácil. Como ela continua a zombar dele, Merlin anuncia que ela não tem nenhum poder sobre ele ou sobre os cavaleiros de Camelot porque eles vão simplesmente esquecê-la.

Ele e os cavaleiros voltam as costas a Mab e caminham na outra direção. Ela grita com eles e ordena que Merlin olhe para ela, mas nem Merlin nem os cavaleiros atendem ao chamado.

Só e sem nenhum adversário — ninguém para apoiá-la ou temê-la —, ela lentamente se desintegra no nada. Ela não pode existir, a menos que haja alguém que acredite que ela é real.

Esse conceito é muito importante na vida e no desenvolvimento dos chakras. Se desejarmos alcançar a mestria de determinadas qualidades ou virtudes, devemos colocar a nossa atenção nelas e retirar a nossa atenção e visão daquilo que não contribui para o nosso sucesso.

Sete níveis de Consciência.




Sete níveis de Consciência.


"O que sabemos acerca da terceira e da quarta dimensão da consciência?



 Os aspectos fundamentais da nossa percepção da consciência tridimensional são o tempo, o espaço e a matéria. O tempo e o espaço nos dão a ilusão da separação, o tempo e a matéria nos dão a ilusão da morte e da decadência, e o espaço e a matéria nos dão a ilusão da massa.

Os aspectos fundamentais da percepção na quarta dimensão da consciência são a ausência de tempo (eternidade), a ausência de espaço (onipresença) e a energia.

Sem o tempo e o espaço para dar-nos a ilusão da separação, experimentamos a unidade. Sem o tempo e a matéria para dar-nos a ilusão da morte e da decadência, experimentamos um sentido permanente de ser.

 Finalmente, sem a matéria e o espaço para dar-nos a ilusão da massa, experimentamos um fluxo constante de energia. Na quarta dimensão da consciência só existe um momento eterno, a que chamamos agora, e tudo existe em forma de energia.

O campo de energia



A aura, ou campo de energia do corpo, bem conhecida na China e na Índia, forma a base dos seus sistemas tradicionais de cura. Associados à aura humana existem sete centros principais de energia, conhecidos como chakras, que são os principais pontos de ligação entre o campo de energia e o corpo físico.

 A energia flui através dos chakras e anima o corpo. A energia flui, a partir dos chakras, ao longo de uma fina rede de canais conhecidos como corpo etérico. São esses os meridianos usados na acupuntura. Quando sobrevêm bloqueios da energia em qualquer ponto da rede, surgem as moléstias. A causa de todas as moléstias começa no campo de energia e manifesta-se no corpo físico.

Importa compreender que o corpo não tem um campo de energia, mas é o campo de energia que tem o corpo físico. O campo de energia pertence à alma. De acordo com Barbara Brennan, há diversos campos de energia interligados e encasulados na aura.3
  

sexta-feira, 10 de abril de 2015

‘Chakras, Budas, Nível Sutil. Prana“



                                       ‘Chakras, Budas, Nível Sutil. Prana“

Em certas meditações, os cinco budas podem ser colocados em diferentes chakras, da mesma forma como trocam de lugar no círculo da mandala. Na yoga da deidade, a visualização dos chakras muitas vezes é extremamente detalhada, com diferentes deidades e mantras em cada pétala dos lótus. Todos os detalhes de cores, número de pétalas, sílabas e assim por diante variam de prática para prática, portanto é impossível fornecer uma contagem do corpo sutil que se aplique a todas as situações. 
O nível muito Sutil

Quando chegamos ao nível muito sutil, existe ainda menos possibilidade de descrevê-lo em linguagem comum. Contudo, ele é retratado como dois bindus, um branco e um vermelho de essência masculina e feminina, unidos como um porta-jóias redondo e fechado, no centro do chakra do coração.

Ele é chamado de o bindu indestrutível. Dentro dele está a energia de vida fundamental, o prana muito sutil, apoiando a mente muito sutil, cuja natureza é luminosidade. 

 Aqui o prana corresponde ao corpo, porque serve de apoio e veículo da mente. Os dois são idênticos em essência e se distinguem apenas pelas suas funções: o prana se relaciona ao aspecto do movimento, enquanto a mente é o aspecto da consciência.

quinta-feira, 9 de abril de 2015

CHACRA TRÊS: FOGO e Vontade





CHACRA TRÊS: FOGO e Vontade
MEDITAÇÃO -, a Luz solar do Terceiro  chakra
Vamos resgatar nossa força com a  Luz do Sol.
Fogo, Poder autonomia, vontade,
 Energia, Metabolismo,
 Transformação, Autoestima
Em nome do Pai, do Filho e Do Espírito Santo vamos realizar a vontade de Deus agora, fortalecendo nosso terceiro chakra e limpando e purificando nossa energia, nossos chakras.

ESTAMOS PARADOS, MAS SENTIMOS UM calor cada vez mais intenso dentro de nós. Estamos sozinhos, mas sentimos outros a nosso redor ansiosos por se libertar, clamando por calor e luz. Aqui há uma forma, mas está vazia. Aqui há vida, mas está imóvel. Aqui a consciência está despertando!

A estrela solar brilha sobre nossa cabeça

De um lugar de imobilidade, invocamos o movimento. Lentamente nos estendemos, expandimos, respiramos, alongamos, fluímos. Invocamos a vida a assumir forma. Sua centelha, que provém do fogo do lugar intermediário — lugar entre nós e os outros, entre passado e futuro, entre conhecido e desconhecido.

Nós nos movemos e dançamos, com o prazer cantando a nos permear, enquanto a dança da vida vai abrindo a fogo seu caminho através de nossos medos e nossas dores.
Eu e o Pai somos Um.
Estou agora no centro do Tao
Meu corpo de Luz é pura harmonia com a Unidade.
Sinta o calor do prazer dissolvendo tensão, pulsando, crescendo — os ritmos inspirando e comovendo, arando e serenando, aquecendo e esfriando.

Terceiro chakra - Sexto Raio




O Terceiro  Chakra é regido pelo Sexto raio por
 Marte e Netuno para os esoteristas.

Pesquisado por Dharmadhannyael
Interessante que o controle da vontade está relacionado com o controle da emoção, da força de Marte; penso que o carro de Arjuna (vontade da Personalidade.) deve ser controlado por Chrisna (Primeiro Raio – Seja feita  a vontade de Deus que é soberana.

Oken diz que “quando o centro coronário está completamente aberto e em operação, diz-se que o indivíduo está desperto para a realidade da Alma e que os processos que resultam numa Personalidade infundida pela Alma foram completados. Assim, o “fio da consciência”- o caminho da Alma para a Personalidade. – está focalizado na região da glândula pineal. É através da linha de Raio da Vontade/Poder que Alma pode regular as atividades do plano físico através do sistema nervoso e do cérebro.

O “fio da vida” é estabelecido no coração, pois é lá que o Sol governa, em termos da “Vida” da consciência de Segundo Raio da Divindade do nosso sistema solar.

O emocional, e mental têm de ser purificados a medida que o alinhamento com a Alma progride. A medicina comum, alopática, pode no ser capai de encontrar as causas desses sintomas. No entanto, através de um diagnóstico médico esotérico, podem ser as averiguadas as correspondências planetárias e dos chakras. Minha experiência pessoal e de que esses desequilíbrios sutis são mais eficazmente corrigidos pela utilização da medicina herbária e oriental, quando praticada por um curador altamente treinado.

Assim, o indivíduo que esta centrado na alma cria as seguintes alterações sucedendo cm sua vida:

1.     em vez da vacilação entre uma ênfase intermitente no corpo mental, emocional e físico  estaria acontecendo uma integração destes três aspectos da Personalidade. Isso resultaria num eu inferior sintetizado, intensamente focalizado.

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Iluminando a Aura".

                                                       
                                                
                                                Iluminando  a Aura".

Você precisa: saber que seu campo interage com forças e energias externas; compreender que sua aura afeta e é afetada pelas energias de outras pessoas; aprender a identificar os limites e a força de seus próprios campos de energia; conhecer as épocas em que é importante fortalecer, equilibrar e limpar seus campos energéticos; ficar sensível às épocas em que sua aura perde energia. Para seu bem-estar geral — físico etc. —, você precisa conhecer tanto essas energias sutis como as energias mais tangíveis de seu corpo.

A lei da atração está  em sua aura. Primeiro observe porque algumas pessoas exercem uma atração magnética e outras não. a força da aura está em sua energia que se move para frente, com entusiasmo, alegria, amor, solidariedade e boa vontade. Nossos átomos interagem com todos aqueles que nos atraem para o nosso bem, para nossa felicidade. E "digas com quem tu andas que eu direi quem tu és".

Se você é falso, agressivo, manipulador, impulsivo, invejoso, vive no passado, maledicente você afasta as pessoas que não vibram em sintonia com a sua vontade que é destruir e morrer.


Toda vez que você tem uma reação emocional forte, ela é acompanhada de uma mudança em sua aura. Isso pode afetar a cor, o formato ou diversos aspectos diferentes. O mesmo se aplica às reações mentais e espirituais. As atividades com que você se envolve são refletidas em sua aura.


 Apesar de ser definida de várias maneiras, a aura é o campo energético que cerca toda matéria. Tudo o que é dotado de estrutura atômica tem aura, o campo de energia que o cerca. Todo e qualquer átomo de uma substância é formado por elétrons e prótons que estão em constante movimento, formando assim vibrações energéticas eletromagnéticas.

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Os segredos da MENTE Superior e Inferior.




Os segredos  da MENTE Superior e Inferior. 

Apesar de a ciência esotérica, de um modo geral, dividir a mente em duas partes inferior e superior, para simplificar, os Mestres têm ensinado que o ser humano já está despertando a terceira parcela da mente, antes em estado latente.

Analisemos melhor estas três divisões da mente:
Mente inferior. E aquela parcela da mente onde são produzidos os pensamentos concretos e racionais, a força intelectual, a comparação, o julgamento. E o terceiro dos mundos da forma (das formas mentais). Corresponde ao hemisfério esquerdo do cérebro e às energias masculinas.

Atualmente é a mente predominante, aquela que é mais utilizada no dia-a-dia e ainda muito influenciada pelas emoções. Chamada também de mente lunar, é atraída para os planos inferiores da vida (astral e físico) e reage com muita facilidade às emoções.

Já a mente superior é chamada de mente solar por ser atraída para os níveis mais elevados (búdico e átmico), que energeticamente ficam nos planos acima da mente inferior, possuindo uma ação mais rápida, movimentada pelo hemisfério direito. A mente inferior é mais lenta porque precisa dividir e rotular para comparar e depois entender.

“A mente inferior alcança a ideia abstrata pela razão e, assim fazendo, realiza seu mais alto voo, tocando o limiar do mundo onde não há formas, e vendo indistintamente o que fica além.

Plano mental - Medicina vibracional



Plano mental. Medicina vibracional –
 Pesquisado por Dharmadhannya

Pesquisei sobre o  corpo mental ou causal,  e acredito que assim, será mais fácil compreender o texto.


“A Alma habita naquele que é o quinto sub-plano do Plano Mental ou Causal , o primeiro sub-plano da porção abstrata deste plano.

“O plano mental superior ou causal, sede da Alma ou Ego, pouco é utilizado pela maioria da atual humanidade, uma vez que essas Almas ainda estão na fase do Loto Egoico quase que totalmente fechado, sendo o trabalho nele necessário realizado quase totalmente pela entidade chamada Anjo solar, que estimula a Alma a fazer este trabalho”.

O EGO ou individualidade, Alma ou Anjo Solar, cuja consciência e cuja vida habitual estão no plano causal, agem em todos os planos inferiores e nos planos búdico e átmico.
 Postado por DharmaDhannyael 
Os corpos Espirituais Superiores e sua  ligação com a  Alma Humana. 
Gerber R.

Por fim, o campo de energia humano estende-se para um nível espiritual ainda mais elevado conhecido como corpo causal ou campo causal, O corpo causal poderia ser considerado o plano da existência da  alma.

 Diz-se que o registro de tudo o que uma alma vivenciou no plano físico terreno, tanto em sua vida atual como em vidas passadas, está contido no campo causal do indivíduo.

Segundo diversas filosofias espirituais, a alma vive muitas vidas diferentes em diversos corpos físicos ao longo da história da Terra.

 O corpo causal seria o local onde um registro energético da jornada da alma pela vida física, com suas múltiplas e variadas expressões, está na verdade “codificado” e armazenado.

 Para compreender realmente o corpo causal, precisamos acreditar não apenas que a alma humana é imortal mas também que ela passa por uma curva progressiva de aprendizado espiritual, retornando à Terra numerosas vezes em diferentes corpos físicos. Este é o princípio básico da reencarnação, um sistema de crenças compartilhado por milhões de pessoas em muitas culturas e tradições espirituais.

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Prana – Chakra e Corpo Éterico




Prana – Chakra e Corpo Éterico

  Função do corpo etérico - Receptor de prana - Assimilador de prana - 
                    Transmissor de prana
                     (Da página 106 à 110 do Tratado sobre Fogo Cósmico)

http://www.ceomt.dk.nom.br/Fogos19.htm
Iremos agora analisar as funções do corpo etérico e sua relação com o corpo físico denso. Essas funções devem ser estudadas em conjunto, pois se inter-relacionam tão intimamente que se torna impossível separá-las.
São três as principais funções do corpo etérico:
1- Receptor de prana;
2- Assimilador de prana;
3- Transmissor de prana.
1- Receptor de prana

O corpo etérico é negativo ou receptivo para os raios do sol e positivo ou irradiador para o corpo físico denso. Sua segunda função, a assimilativa, está estritamente equilibrada e é interna.
Como foi explicado anteriormente, o corpo etérico absorve as emanações prânicas do sol por meio de centros ou chacras situados principalmente na parte superior do corpo denso, desde os quais passam para o centro denominado baço etérico, contra-parte etérica do baço denso.

O principal centro receptor de prana, na atualidade, está localizado entre os omoplatas, havendo um outro centro um pouco mais acima do plexo solar, que tem permanecido parcialmente inativo, devido aos abusos da chamada civilização. A próxima raça-raiz e cada vez mais a atual (quinta), valorizará a necessidade de expor tais centros aos raios do sol, o que aumentará a vitalidade física e a capacidade de adaptação.

Os centros situados entre os omoplatas, acima do diafragma e o baço formam, se pudéssemos vê-los, um triângulo etérico radiante donde origina-se o impulso para a posterior circulação prânica, que percorrerá todo o sistema corporal etérico. O corpo etérico está realmente formado por uma rede de finos canais, que constituem um sutil cordão trançado - o qual é parte do elo magnético que une os corpos físico e astral, cortando ao retirar-se o corpo etérico do corpo físico denso no momento da morte. Como o chama a Bíblia, o cordão prateado se corta. Isto deu origem à lenda da "irmã fatal que corta o fio da vida com as suas temidas tesouras".

A trama etérica está composta pelo complicado tecido deste cordão vitalizado e, separados dos sete centros da trama (centros sagrados, sendo que o baço freqüentemente é considerado um deles), encontram-se os dois já mencionados, que formam com o baço um triângulo ativo. A trama etérica do sistema solar é análoga e igualmente possui três centros receptores de prana cósmico. A misteriosa franja do firmamento denominada Via Láctea (não é a galáxia) está intimamente relacionada com o prana cósmico, vitalidade ou alimento cósmicos que vitalizam o sistema solar etérico e daí atingem a parte densa desse sistema, mantendo todas as formas em atividade. Esse assunto é muito importante e de grande utilidade e deveria ser alvo de pesquisa dos verdadeiros investigadores científicos.

2- Assimilador de prana
O processo de assimilação é levado a cabo no triângulo mencionado. O prana, ao penetrar por qualquer desses centros, circula três vezes por todo o triângulo, antes de ser transmitido ao corpo etérico e deste ao corpo denso.

O órgão principal de assimilação é o baço - a contra-parte etérica e o órgão físico denso. A essência vital (prana) procedente do sol (após o processamento pelos Devas Dourados) penetra no baço etérico; neste é submetida a um processo de intensificação ou desvitalização, o que depende do estado de saúde desse órgão. Se o homem está são, a emanação recebida será intensificada pela vibração individual e o grau de vibração (a freqüência) será acelerado antes que o prana passe ao baço denso. Se o estado de saúde não é bom, a vibração do prana diminui e o processo torna-se mais lento.

a aura e a circulação de energia



A Aura e a circulação de energia
O Corpo Energético

Para começar, você precisa aprender a fazer o aterramento de sua energia, isto é, instalar seu próprio “fio de terra”.

Ligue-se

                                           "Aterramento” é um termo comumente usado para descrever a ligação com a Terra, com o mundo físico. À medida que exploramos nosso potencial energético, torna-se cada vez mais importante estar bem ligado à realidade.

A energia não-aterrada é difusa e errática — pode ser divertido e estimulante ficar flutuando no espaço, mas isso não tem valia no mundo. Se persistirmos em nos manter desligados no plano físico acabaremos sofrendo uma sacudidela que nos trará de volta à Terra.,

Ao aterrarmos nossa energia, reconhecemos nossa presença num coro e criamos a possibilidade da bela vibração cósmica entrar na forma física.


A seguir dou uma técnica muito útil para fazer a ligação com as energias terrestres.

Aconselho esta técnica para os signos de ar, para um Urano, ou Netuno muito forte na carta astral, ou Marte e  Lua no signo de ar.

EXERCÍCIO N° 1: LIGAÇÃO COM A TERRA
PREPARAÇÃO. No início, enquanto você está se familiarizando com as energias terrestres, seria melhor tentar fazer este exercício em pé, de preferência descalço. Se quiser, saia de casa e fique sobre o solo real, vivo, para sentir melhor.

A medida que se habituar com a técnica, você poderá fazer o aterramento sentado, deitado, com ou sem sapatos e em qualquer lugar (suponho que até no espaço, embora não tenha tido oportunidade de tentá-lo nessas condições, até agora).

USE A CAUDA. Imagine que você tem uma cauda que sai da base da espinha, como se fosse um animal. Veja essa cauda crescendo para baixo, atravessando o solo (ou assoalho) e continuando a se estender até atingir o centro da Terra. Visualize esse cordão enrolando-se firmemente em torno do núcleo terrestre.

Depois, com sua imaginação, puxe a cauda até senti-la tensa e prendendo-o bem junto à crosta da Terra. Envie o excesso de energia (ou a parte indesejada dela) por essa cauda, sabendo que ele será neutralizado no centro da Terra.

Então deixe a energia subir por esse canal e circular pelo corpo. Sinta por alguns minutos a sutil qualidade dessa força.

REFLEXÕES. Você resistiu ao exercício, como aconteceu comigo? Ainda estou aprendendo a ficar aqui. Aquela sensação de estar no espaço, envolta em energias, era muito agradável para mim, mas irritava os outros e prejudicava meu crescimento interior.

Por outro lado, você pode ter descoberto que está bem à vontade aqui, feliz por comungar com sua ligação física. Ótimo!

E possível que tenha sentido a qualidade profunda, tranquilizante, do campo de força terrestre. Ele pode fortalecê-lo e revigorá-lo, quando você sentir necessidade disso.

Lembre que o centro da Terra é perfeito para incinerar qualquer coisa que queiramos expulsar de nosso sistema energético.


Outros tipos de visualização podem ser usados no aterramento da energia. Se encontrou dificuldade em imaginar a “cauda”, tente se ligar com o centro da Terra por meio de um fio com um plugue, que será introduzido na “tomada” do núcleo.
Ou, então, imagine um raio de luz saindo de sua espinha e entrando no centro terrestre. Outras opções são a visualização de um sistema de raízes ou de algum tipo de âncora.

Ferramentas Energéticas Fundamentais

Além do aterramento, há outros exercícios fundamentais para você compreender o fluxo da bioenergia. Como essas visualizações lidam com os princípios básicos da circulação da energia, variações delas são encontradas na literatura metafísica (desde livros teóricos até manuais sobre cura e meditação).

Eles são suas ferramentas energéticas fundamentais, que lhe permitem intensificar o fluxo do campo de energia, aumentar a recepção de todos os tipos de energias sutis, inclusive mensagens do eu superior.

Por que a visualização é uma ferramenta energética? Porque uma boa visualização é uma poderosa forma-pensamento, e a energia acompanha o pensamento. Quando você visualiza sua bioenergia se movimentando de certa maneira, ela segue exatamente esse modelo.

Vamos agora ver essas técnicas básicas.
O primeiro exercício, circulação da energia, constitui uma poderosa técnica de visualização que lhe permite limpar e vitalizar seu campo energético e também entender, na prática, como a energia se movimenta no corpo.

De início, trabalhe vagarosamente, com bastante atenção. Com o tempo, o processo se tornará natural e automático, podendo ser disparado em poucos segundos.